Liste dez jogos que fizeram alguma diferença na sua vida (2/10)

Essa é a segunda parte de uma lista criada a partir de um desafio que rolou no Facebook em 2014. A ideia era listar dez jogos que fizeram alguma diferença na sua vida. Eu entrei na brincadeira e, além de escrever a lista, resolvi escrever um pouco sobre esses jogos. Publiquei aqui a primeira parte e por uma série de motivos acabei deixando as outras para depois, um depois bem longo como podem verificar.

Mas, antes tarde do que nunca. Lá vai o segundo jogo…

Digger

digger

Digger foi um jogo desenvolvido por Rob Sleath e lançado em 1983 para PC pela empresa canadense Windmill Software, que hoje em dia não mais desenvolve jogos.

O jogo se desenvolve no subterrâneo, onde você (que tem uma escavadeira – digger) pode cavar (dig) túneis horizontais e verticais e já existe um túnel cavado. Em vários lugares estão espalhadas esmeraldas e sacos de ouro. Você deve abrir caminho escavando a terra e comendo as esmeraldas, ganhando pontos e até bônus em alguns casos. Se você escavar a terra sob um saco de ouro, ele vai tremer por alguns instantes e cair. Dependendo da altura, o saco poderá se abrir e você poderá coletar o ouro, o que te dá mais pontos.

É claro que precisa haver algo para te atrapalhar nisso, e nesse caso são monstros (nobbins), que vão aparecendo de tempos em tempos no canto superior direito da tela e te perseguindo pelos caminhos que você mesmo vai abrindo. Se um monstro te pegar você perde uma vida e se perder todas as vidas precisa começar tudo de novo.

Há algumas formas de matar um monstro: dando um tiro nele, mas a arma demora um pouco para recarregar; outra forma é soltar um saco de ouro sobre o monstro. Um detalhe interessante é que você pode empurrar os sacos de ouro para a esquerda ou para a direita e isso te dá mais possibilidades para matar os monstros conforme vai abrindo caminhos na terra.

Toda vez que você mata um monstro, um novo aparece no canto superior direito da tela até uma quantidade que vai depender do nível em que esteja jogando naquele momento. Quanto maior o nível, mais monstros vão aparecendo em intervalos cada vez menores. Depois que todos os monstros tiverem aparecido, uma cereja aparecerá em algum lugar da terra. Se você conseguir coletá-la, entrará em modo bônus e poderá durante alguns segundos comer os monstros – algo bem parecido com o que ocorre em Pac-Man. Esse tempo do modo bônus vai diminuindo conforme você avança de fase.

Ainda tem um detalhe sobre os monstros: em níveis mais avançados eles mudam para a forma de hobbin e com isso sua vida ficará mais complicada, pois eles poderão cavar e destruir as esmeraldas e os sacos de ouro.

O áudio de Digger era muito interessante: durante o jogo normalmente era tocada uma música synthpop chamada “Popcorn”, criada por Gershon Kingsley em 1969 e que lembrava o estouro da pipoca. No modo bônus era tocado um trecho da Overture de Guilherme Tell e se você perdesse uma vida era tocado um trecho da Marcha Fúnebre, fora os sons dos efeitos que eram bem legais.

Para avançar um nível basta coletar todas as esmeraldas ou matar todos os monstros. Parece fácil? Dá pra tentar saber. Hoje em dia existe uma versão de Digger que pode ser jogada aqui e é bem fiel ao jogo original, pelo que me lembro.

Bem, essa série é sobre jogos que fizeram alguma diferença na minha vida. Está curioso para saber? Deixe um comentário que eu conto. 🙂

2 ideias sobre “Liste dez jogos que fizeram alguma diferença na sua vida (2/10)

  1. Alan, você sabe se por acaso o Digger tem uma fase final? Nunca consegui passar da 13ª (que é igual à sexta, porém dificultada pelo bem conhecido aumento gradual da agilidade dos inimigos, aumenta o tempo dos hobbins, etc).

    Quanto ao cenário, as fases são assim: 9=6, 10=7, 11=8, 12=5, 13=6.

    Da 14 em diante, não sei pois nunca cheguei lá! Mas desconfio que seja 14=7, 15=8.

    E tenho muita curiosidade em saber o que vem depois, bem como se tem fim. Você por acaso sabe?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *